Corpo e Saúde



Salada arco-íris - Como fazer



Todos as frutas e legumes abaixo você pode usar para esta salada. As ervas fazem muito a diferença. Você também pode adicionar legumes de cor roxa como; rabanetes em fatias finas, uma vez que são tão abundantes no mercado agora.

Salada arco-íris w / Avocado & Meyer Lemon Dressing
 
Rendimento: 2 saladas grandes ou quatro pequenos 
rúcula e espinafre bebê greens 
1 beterraba amarela, ralado ou em espiral corte 
2 cenouras, ribboned ou roxa / descascada
1/4 de cebola roxa em fatias finas 
6 fatias pimentão amarelo 
ervilha tiros 
1 abacate 
milho verde ou couve 
1 abacate, cortado 
 Para o Molho: 2 limões 1 abacate 1 1/2 colher de chá de cebola picada vermelho | 6 folhas de manjericão fresco | 6 ramos de endro frio | 1/3 xícara de azeite virgem extra óleo | 1/8 colher de chá de sal | 3 gotas stevia 1 colher de chá de xarope de bordo (opcional) 

Método
Em cada lugar do prato um punhado generoso de rúcula, em seguida, cubra com beterraba no centro e adicione os outros vegetais, em seguida coloque os brotos de ervilha, verduras micro e finalmente topo com pistache. Para o molho, coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata até ficar cremoso. Despeje em uma tigela e deixe os convidados se servirem à vontade. Divirta-se!

Edi / Anabela

Novo estudo afirma que chocolate amargo faz bem ao coração

Consumo de até 100 gramas por dia reduz risco de infartos, diz pesquisa.
Mesmo efeito já havia sido mencionado por estudos anteriores.
Fonte: Da AFP

Um estudo feito na Austrália mostrou que comer 100 gramas diárias de chocolate escuro ajuda a prevenir infartos. As conclusões se unem às de outras pesquisas que já mencionaram os efeitos positivos do chocolate escuro para a saúde.

O chocolate é rico em flavonóides, poderosos antioxidantes naturais que limitam o estresse e diminuem o risco de doenças cardiovasculares, cânceres e outras doenças.


Realizado pela Universidade Monash, de Melbourne, e publicado esta semana no "British Medical Journal", este estudo insiste nos efeitos positivos "significativos" do chocolate com alta concentração de cacau e menos açúcar.

Concretamente, um consumo diário de 100 gramas de chocolate com 70% de cacau poderia evitar 70 ataques cardíacos mortais e 15 de menor intensidade em cada 10 mil pessoas com risco de sofrê-los, segundo a pesquisa.

"Nossas conclusões indicam que o chocolate escuro poderia ser uma alternativa ou um complemento aos tratamentos médicos das pessoas que têm alto risco de sofrer doença cardiovascular", afirmou Ella Zomer, encarregada do estudo.





Os benefícios dos alimentos das ceias de fim de ano.


 Cereja: A fruta contém baixo teor de calorias, e ainda é ótima fonte de fibras e vitaminas, especialmente A e C, de acordo com Roberta Soriano. É considerada um ótimo antioxidante e, portanto, ajuda a retardar o envelhecimento. Thinkstock

Romã: Outra fruta com poder antioxidante, auxilia na diminuição do colesterol LDL, fortalece o sistema imunológico e tem ação anti-inflamatória, diz a nutricionista Roberta Soriano. Mas para surtir algum efeito não adianta comer só as sete sementinhas recomendadas pela superstição, diz a nutróloga Sandra Fernandes. Thinkstock

Damasco seco: "É um alimento antioxidante, rico em fibras e betacaroteno. Evita a constipação e osteoporose", diz a nutricionista Roberta Soriano. De acordo com a nutróloga Sandra Fernandes, toda fruta desidratada tem benefícios semelhantes às frutas in natura, mas ainda assim a fruta ao natural é melhor opção por preservar melhor as vitaminas. Marcelo Justo/Folhapress

Castanha: É a opção menos calórica entre oleaginosas e contêm alto teor de vitaminas e minerais, diz a nutricionista Soriano. Segundo a nutróloga Sandra Fernandes, todos os tipos de castanhas são ótimas fontes de selênio e vitamina E, importantes para o bom funcionamento do organismo, mas a quantidade consumida não deve ultrapassar de uma palma da mão. Karine Xavier/Folhapress

 Uvas: Possuem grande quantidade de resveratrol, poderoso antioxidante que previne o envelhecimento e o surgimento de outras doenças, além de diminuir o colesterol ruim (LDL) e evitar o entupimento das artérias, informa a nutricionista Roberta Soriano. Thinkstock

 uvas passas: Ricas em potássio, ajudam a prevenir caibras e melhoram todas as contrações musculares, até as do coração, mas devem ser evitadas por quem tem problemas renais, informa a nutróloga Sandra Fernandes. "Na fruta seca o potássio se encontra mais concentrado", diz. Marcelo Justo/Folhapress

Amêndoa: Tem alto valor calórico, mas vale a pena consumi-la com moderação porque apresenta grande quantidade de gordura insaturada, que previne as doenças cardiovasculares, afirma a nutricionista Roberta Soriano. Diferentemente dos óleos animais, que são polisaturados, esse tipo de gordura não aumenta o colesterol, explica a nutróloga Sandra Fernandes.

Nozes: Como as amêndoas, as nozes são um tipo de oleaginosa rica em gorduras insaturadas, o que faz bem ao coração, porém com grande quantidade de calorias, informa a nutricionista Roberta Soriano.

Avelã: Segundo a nutricionista Roberta Soriano, esse tipo de oleaginosa tem como característica ser é rica em cálcio (o que ajuda a manter os ossos e dentes fortes) e vitamina E, importante para o bom funcionamento do organismo.

Tâmara: De acordo com a nutricionista Roberta Soriano, é uma fruta com alto teor de açúcar e calorias, porém apresenta grande quantidade de potássio, vitamina B6, ferro e niacina, nutriente que aumenta o HDL, o "bom colesterol". Marcelo Justo/Folhapress

Vinho tinto: O consumo moderado tem efeito cardioprotetor devido à grande quantidade de flavonoides e resveratrol, poderoso antioxidante que aumenta os níveis do colesterol HDL e reduz os níveis de pressão arterial. O recomendado, segundo a nutróloga Sandra Fernandes, é uma taça para mulheres e duas para os homens.

Peru: Excelente opção de prato principal, por ser fonte de proteína e ferro com reduzido teor de gordura saturada e colesterol, informa a nutricionista Roberta Soriano. Segundo a nutróloga Sandra Lucia Fernandes, da Abran (Associação Brasileira de Nutrologia), pode-se consumir até 200 g (cerca de quatro fatias generosas) sem problemas. "Mais do que isso, mesmo sendo uma carne magra", é exagero, diz. Thinkstock

Lombo: É um dos melhores cortes suínos, diz a nutricionista Roberta Soriano, por ter uma quantidade mais baixa de calorias e gorduras. Mesmo assim, quem tem colesterol alto deve evitar qualquer carne de porco, aconselha Sandra Fernandes: "para esses, o melhor mesmo é ficar com o peru". 

Chester: Segundo a nutricionista Roberta Soriano, é outra ótima opção de carne magra, com pequena quantidade de gordura. Mas ainda assim, é mais gordurosa que o peru e seus índices variam de fabricante para fabricante. "O jeito é comparar os rótulos para verificar a porcentagem de gordura", diz a nutróloga Sandra Fernandes. 

 Lentilha: Segundo a nutricionista Roberta Soriano, é ótima fonte de fibras, vitaminas e minerais. Além disso, é uma opção de leguminosa com baixo teor de calorias e baixo índice glicêmico, o que a torna uma boa escolha para quem tem diabetes, informa a nutróloga Sandra Fernandes. Thinkstock



Fonte: Notícias Uol
Edie / Anabela





Nove erros clássicos na hora de emagrecer      


Os enganos mais comuns cometidos na busca pelo peso ideal

Vivian Carrer Elias
É comum que, na ânsia por emagrecer, sejam cometidos erros básicos — e alguns não tão básicos assim. Muitas pessoas, por exemplo, se preocupam demais em escolher a dieta ideal e as atividades físicas mais eficazes, e acabam esquecendo de prestar atenção em detalhes essenciais para que o objetivo seja alcançado. "Quem tem problemas com obesidade e sobrepeso luta a vida toda contra a balança, então uma dieta completamente restritiva, que não tem como durar para sempre, nunca será eficaz", explica o médido endocrinologista e diretor da Regional de São Paulo da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, Bruno Geloneze Neto.
O principal é perder peso de uma maneira saudável, sem passar fome e aceitando o fato de que cada um carrega um fator genético diferente. Além de, claro, compreender que nem dieta nem remédio nenhum fazem milagres. Confira alguns dos erros que muitos cometem e que devem estar atrapalhando o seu processo de emagrecimento:

Fazer dietas rigorosas demais


Regimes restritivos estão fadados a terminar um dia, mas quem sofre com obesidade ou sobrepeso terá que lidar com esse problema para sempre. Dietas que restringem nutrientes essenciais, como carboidratos, proteínas ou gorduras, além de não funcionarem a longo prazo, são prejudiciais à saúde, já que as refeições deixam de ser balanceadas. "O ideal é um planejamento alimentar pensado para cada pessoa, pois cada um tem organismo, genética e rotina diferentes", explica o endocrinologista Bruno Geloneze.

Ter obsessão com a balança

Ansiedade e desânimo podem ser alguns dos sentimentos provocados quando uma pessoa se pesa frequentemente. Uma perda de peso saudável é progressiva e lenta, então não vale à pena criar expecativas quanto a resultados a todo o momento. Aqueles que seguem uma alimentação saudável e praticam exercícios físicos podem não diminuir o peso na balança, mas estão emagrecendo, já que estão substituindo gordura por massa magra. "Além disso, as pessoas não devem se iludir quando perdem peso sem fazer exercícios físicos, pois muitas vezes perderam massa magra, e não gordura", explica Geloneze.

Não procurar acompanhamento profissional


A reeducação alimentar, a escolha da medicação e a prática de exercícios devem ser acompanhados por médicos, nutricionistas e educadores físicos. Quem dispensa os profissionais corre risco de não conseguir emagrecer, prejudicar a saúde e sofrer contusões, por exemplo.

Traçar objetivos impossíveis


Quem pretende emagrecer muito e em pouco tempo pode se decepcionar e acabar desistindo de conseguir um objetivo saudável e mais acessível. Segundo o médico endocrinologista Alfredo Halpern, o ideal é que se perca de meio a um quilo por semana, e não mais do que isso. Para Geloneze, ter uma perda exorbitante de peso é extremamente difícil, e manter tal resultado é impossível.

Ignorar o fator genético


Quem tem uma genética que facilita o ganho de peso não deve se acomodar com essa situação, mas deve levá-la em consideração quando pretende perder peso. "Cada um deve querer emagrecer de acordo com a sua estrutura e nunca comparar o seu peso com o de alguém com tendência a ser magro", explica o endocrinologista João Eduardo Nunes Salles. Segundo os médicos, pessoas com obesidade de grau I ou II que perdem 10% de seu peso, entre 3 e 6 meses, já têm grandes melhoras em problemas cardiovasculares e diabetes, por exemplo.

Pular refeições


Quem deixa de comer durante o dia, ou terá um problema de desnutrição ou não conseguirá manter a restrição alimentar até a noite. Então, somando fome, ansiedade e o estresse acumulado do dia-a-dia, aquele que pulou refeições comerá pior, em maior quantidade e mais rápido à noite, um período do dia em que o organismo está programada para armazenar, e não gastar, energia. Além disso, os médicos afirmam que pular refeições não emagrece. Mesmo em busca da perda de peso, todos devem comer de 3 a 5 vezes ao dia.

Contar somente com os remédios


As medicações devem ser receitadas por um médico e encaradas como coadjuvantes do processo de emagrecimento, e não como protagonistas. Elas devem complementar uma alimentação correta e prática de atividades físicas.

Relaxar depois de emagrecer


Uma pessoa que tem tendência a ganhar peso nunca deixará de ser assim, mesmo depois de emagrecer. Então, ela deve se conformar com o fato de que terá que se controlar para o resto da vida. Alcançar a perda de peso ideal não é motivo para deixar de praticar atividade física, comer corretamente e frequentar um médico. Segundo Halpern, as pessoas não devem se acostumar a ganhar um ou dois quilos, mesmo depois de ter emagrecido vinte.

Exagerar nas atividades físicas


Quem sempre foi sedentário ou está desacostumado a fazer exercícios físicos deve começar aos poucos com as atividades. Caminhadas regulares são as práticas mais indicadas para quem está começando. Iniciar as atividades com esportes violentos ou que exijam muito do corpo pode causar lesões e interromper precocemente algo que deveria ser progressivo. Além disso, é perigoso para pessoas com obesidade que geralmente apresentam problemas cardiovasculares.

Fontes: Bruno Geloneze Neto, médico endocrinologista e diretor da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia; Alfredo Halpern, médico endocrinologista, membro da SBEM e autor do livro "Pontos para o gordo"; João Eduardo Nunes Salles, médico endocrinologista, diretor da SBEM e professor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa

Fonte: veja.abril.com.br


Edie / Anabela




Correr faz bem                                                        

                
                  Conheça os incontáveis benefícios para a qualidade de vida.


Os principais efeitos benéficos da corrida são:
- redução do peso corporal
- maior controle dos níveos de colesterol
- aumento da capacidade cardiorrespiratória
- redução dos riscos de infarto
- aumento da massa muscular
- melhor controle da pressão arterial de repouso
- auxílio para regular a glicemia (a taxa de açúcar no sangue), evitando que os níveis de glicose se elevem, e para aumentar a captação desse açúcar pelas células. Para muitos indivíduos diabéticos, isso resulta numa significativa redução de medicamentos.

Assim sendo, podemos dizer que correr é bom para:
Circulação: o sangue circula mais pelo corpo, aumentando a entrada de oxigênio nos tecidos e otimizando a função dos órgãos.
Rins: o aumento da circulação melhora a função do rim, que filtra o sangue e reduz o número de substâncias tóxicas que circulam pelo corpo.
Sono: o organismo aproveita melhor as horas de sono. É nesse momento que o corpo relaxa e absorve os ganhos fisiológicos do exercício.
Cérebro: aumentam os níveis de seretonina, neurotransmissor associado à depressão. Em baixos níveis, o hormônio é associado às alterações do sono, vontade de comer doce e depressão.
Perda de peso: uma pessoa de 70kg queima cerca de 450 calorias a cada hora de corrida.
Glicemia: as taxas de glicose caem e as células se tornam mais sensíveis à insulina, o que reduz os níveis de açúcar no sangue.
Ossos: a corrida estimula a formação de massa óssea ajudando a prevenir lesões como a osteoporose.
Pressão: a corrida promove maior elasticidade dos vasos sangüineos, o que ajuda a manter a pressão baixa.
Pulmão: corredores têm menos risco de contrair infecção respiratória, já que, com a corrida, a função do pulmão é maximizada - principalmente na porção superior.
Colesterol: os níveis de HDL (colesterol "bom") aumentam e os níveis de LDL (colesterol "ruim") diminuem.
Estresse: o hormônio cortisol, liberado quando a pessoa está estressada, é queimado durante a corrida, diminuindo a carga de estresse.
Coração:
a corrida ajuda a fortalecer e melhorar a eficiência. Gradativamente o atleta tem capacidade para bombear mais sangue com menos esforço (batimentos cardíacos).


Fonte: www.protrainer.com.br

Edi / Anabela


Transtorno do comer compulsivo                                      


Comer compulsivo, ataques de comilância o que fazer? 

O QUE É?
Anteriormente conhecido como binge, o transtorno do comer compulsivo vem sendo reconhecido, como uma síndrome caracterizada por episódios de ingestão exagerada e compulsiva de alimentos, porém, diferentemente da bulimia nervosa, essas pessoas não tentam evitar ganho de peso com os métodos compensatórios. Os episódios vêm acompanhados de uma sensação de falta de controle sobre o ato de comer, sentimentos de culpa e de vergonha.
Muitas pessoas com essa síndrome são obesas, apresentando uma história de variação de peso, pois a comida é usada para lidar com problemas psicológicos. O transtorno do comer compulsivo é encontrado em cerca de 2% da população em geral, mais freqüentemente acometendo mulheres entre 20 e 30 anos de idade. Pesquisas demonstram que 30% das pessoas que procuram tratamento para obesidade ou para perda de peso são portadoras de transtorno do comer compulsivo.

 O QUE SE SENTE?

Episódios de ingestão exagerada de alimentos.
Comer mesmo sem ter fome.
Dietas freqüentes.
Flutuação do peso.
Humor deprimido.
Comer em segredo por sentimento de vergonha e culpa.
Obesidade.




AS COMPLICAÇÕES MÉDICAS ESTÃO RELACIONADAS DIRETAMENTE COM O AUMENTO DA INGESTA CALÓRICA E SUAS REPERCUSSÕES. AS PRINCIPAIS SÃO: 


Obesidade
Infarto
Pressão alta.
Aumento do colesterol.
Diabete.
Complicações cardíacas.
Problemas osteomusculares e articulares
CAUSAS
As causas desse transtorno são desconhecidas. Em torno de 50% das pessoas têm uma história de depressão. Se a depressão é causa ou efeito do transtorno, ainda não está bem claro. Muitas pessoas relatam que a raiva, a tristeza, o tédio, a ansiedade e outros sentimentos negativos podem desencadear os episódios de comilança. Embora não esteja claro o papel das dietas nesses quadros, sabe-se que, em muitos casos, os regimes excessivamente restritivos podem piorar o transtorno.

COMO SE TRATA?
O transtorno do comer compulsivo desenvolve-se a partir da interação de diversos fatores predisponentes biológicos, familiares, socioculturais e individuais. O seu tratamento exige uma abordagem multidisciplinar que inclui um psiquiatra, um endocrinologista, uma nutricionista e um psicólogo. O objetivo do tratamento é o controle dos episódios de comer compulsivo através de técnicas cognitivo-comportamentais e de um acompanhamento nutricional para restabelecer um hábito alimentar mais saudável. A psicoterapia dinâmica ou a interpessoal podem ajudar o paciente a lidar com questões emocionais subjacentes. O acompanhamento clínico faz-se necessário pelos riscos clínicos da obesidade. As medicações antidepressivas têm se mostrado eficazes para diminuir os episódios de compulsão alimentar e os sintomas depressivos.
Fonte: abcdasaude


Edie / Anabela


Vamos nos permitir                                                        




Um adulto que passe despercebido pelo Alamo Park, em São Francisco, poderia achar que tinha voltado aos seus tempos de infância ao deparar com uma convidativa balança presa por cordas a um galho de uma grande árvore. Esse, pelo menos, era o objetivo dos amigos e artistas Bob Wall, Jarrett Klein e Jeff Waldman, que resolveram se juntar em torno de um projeto para oferecer momentos de felicidade aos moradores da cidade californiana. Denominado Hapiness Projet, a primeira iniciativa começou com a instalação de sete balanças em áreas verdes da cidade, para que as pessoas pudessem usá-las à vontade. "Foi muito bacana ver a recepção das pessoas. Depois de empurrar o filho, um pai sentou na tábua e ficou balançando por uns 10 minutos , com um sorriso no rosto, como se estivesse em outro mundo", conta Bob. O projeto prevê ações como essa todo mês, a serem realizadas sempre nas áreas públicas da cidade. "O grande objetivo é tocar as pessoas, nem que seja através de uma emoção contida que só o frio na barriga de um balanço pode denunciar". www.ohsanfran.com


Fonte: Revista Vida Simples


Edie / Anabela


Feng Shui                                                                           



Feng Shui na decoração da sua casa

O Feng Shui utiliza os cinco elementos, madeira, fogo, terra, metal e água, como solução para as questões energéticas numa casa ou apartamento. O Feng Shui funciona em todas as instalações de cuidados de saúde, em residencias, comércios, ou restaurantes.



O mundo do Feng Shui



Feng Shui visa equilibrar a energia do ambiente, energias tanto naturais como estruturais. A energia ou “chi”, que os japoneses chamam de “Ki ‘ possivelmente o equivalente a que os índios chamam de” Prana “, flui através de nossa casa e escritório e afecta to
feng shuidos os aspectos da nossa vida. Chi é o fluxo de energias, positivas e negativas que se move constantemente e é um resultado da teoria do Yin e Yang. Chi está sempre a correr pela terra e tem manifestações palpáveis. Chi pode ser equilibrado por objectos devidamente posicionados de forma a melhorar o bem-estar, relacionamentos e prosperidade. Esta filosofia antiga chinesa é baseada na premissa de que todo o mundo está vivo – todas as coisas têm uma energia vital universal. Energia da Vida é organizada em cinco elementos – metal, fogo, água, madeira e terra. Estas formas de energia estão constantemente em movimento. Uma vez que a energia pode ser criada e destruída, o ambiente que nos rodeia está ligado e tem o potencial de afetar o nosso bem estar.

Um bagua Feng shui, pode ser comparado a um mapa rodoviário. Um Bagua é um mapa de oito lados que identifica todas as 9 diferentes áreas da vida e da personalidade. Os oito trigramas são a base para os cálculos e para a análise de Feng Shui. Ela divide a casa em nove seções ou ‘Águas’. Cada água corresponde a uma área importante de sua vida – a prosperidade, família, sabedoria, fama, saúde, carreira, relacionamentos, criatividade, as crianças e as pessoas, e as viagens.

Dicas de Feng Shui para carreira profissional

  • O Dragão Chinês (Dom Jang) é um símbolo popular Feng Shui e é o prenúncio de boa sorte. O Dragão, juntamente com água em movimento, como uma fonte de água pode ser uma combinação potente.
  • O globo de cristal é considerado um poderoso energético, especialmente nos domínios da educação, literatura, editoração, mídia e comunicações.

Dica de Feng Shui para Riqueza

  • Um navio carregado com carga é simbólico de excelentes oportunidades para novas fontes de renda. As aves sempre foram considerados portadores de boas novas. 
  • Para o  Feng Shui chinês, pássaros como Robin ou Oriole são símbolos de riqueza.
  • Um símbolo popular da sorte para o dinheiro é o sapo de tres pernas. Colocar uma nota de um dólar num sapo ou uma moeda na sua boca, pode trazer muita sorte para ganhar dinheiro.

Dicas de Feng Shui  para designers web


Feng Shui tem algumas dicas interessantes para designers de Websites. Na sequência destes princípios, você pode criar um design moderno,e auspicioso.
feng shui decoração
  • A parte superior da página web deve exibir em destaque o nome da empresa e logotipo.
  • Formas arredondadas e curvas têm uma vantagem sobre as afiada e angulares.
  • Se o logotipo de sua empresa tem elementos nefastos, estes devem ser alterados. Se isso não for possível, você pode garantir que esses elementos não apontam para o nome da empresa e logotipo.

A colocação de objectos numa casa, altera o fluxo de chi, a fim de atingir uma transformação pessoal. Aglomerados e causas de constrição leva a desleixo e inércia nos aspectos correspondentes da vida. Os princípios do Feng Shui são baseados na teoria do Yin e Yang. Yang representa saúde e luz, enquanto que Yin representa o frio e a escuridão. Isto tem um profundo impacto sobre o equilíbrio e a harmonia. Siga algumas destasdicas de decoração Feng Shui para conseguir o equilibrio em sua casa e na sua vida de forma a usufruir das energias positivas da vida.

Fonte: decoracaointeriores.org


Edie / Anabela




Dicas para eliminar as estrias                        


perda de elasticidade da pele é a causa do aparecimento de estriasUm rápido estiramento da pele após mudanças bruscas de peso ou durante uma gravidez muitas vezes são os fatores que ocasionou tal problema, cerca de 70% das mulheres sofrem com problema de estriasOs produtos antiestrias nutrem e regeneram a área danificada restaurando as células da pele. Recomendamos que você realizasse primeiro um tratamento esfoliante seguido pelo uso de cosméticos à base de produtos naturais como Aloe vera, baba de caracol ou óleo de rosa do Chile: Aloe vera é uma planta nativa do norte da África, as folhas dessa planta confere um excelente limpador e anti-séptico natural que penetra com facilidade na pele e nos tecidos, hidratando e favorecendo a regeneração celular. O extrato da baba de caracol é um produto 100% natural rico em vitaminas e proteínas devido a alimentação de plantas dos caracóis, também contém colágeno, elastina e antibióticos naturais, substancias que nutrem a pele e ajudam a combater as bactérias normalmente presentes na pele.

                                      

A Rosa do Chile ou Rosa Mosqueta é um arbusto silvestre que cresce nas Cordillera dos Andes, de suas sementes é produzido um óleo com altos níveis de ácidos graxos essenciais, poli-insaturados, indicados nosprocessos de regeneração da pele e impedindo a formação de rugas.


Edi / Anabela


Elimine as rugas                                                            


A maioria das rugas são associadas a alterações na pele ao longo dos anos, o envelhecimento da pele e estruturas relacionadas (cabelo e unhas) são naturais e nada pode ser feito para reduzi-los, mas existem muitos fatores ambientais que aceleram. A exposição freqüente ao sol faz com que a pele enrugue-se prematuramente, aumento da pigmentação (manchas de fígado) e também aumenta as chances de desenvolver câncer de pele. A exposição à fumaça do cigarro é um fator ambiental que aumenta o aparecimento de rugas. Para reduzir o desenvolvimento de rugas é aconselhável evitar a exposição ao sol sempre que possível. Caso contrário, use roupas de proteção.

Também é recomendável suspender o uso de cigarro e manter a pele bem hidratada, especialmente nas áreas onde aparecem como rugas ao redor dos olhos, boca, mãos, pescoço, testa.

Conselhos sobre o que você pode fazer em casa para ajudar a controlar o aparecimento de rugas, descascar uma cenoura, deixar ferver, quando estiver cozida retire-a e esmague-a, adicione uma colher de chá de germe de trigo, misture e aplique ao redor dos olhos com as pontas dos dedos.
Repita este procedimento duas vezes por semana por cerca de 10 minutos, retire a mistura com água morna.
É aconselhável o uso de cremes que são feitos com produtos naturais e óleos de origem animal, como o germe de trigo, semente de girassol, caroço de algodão, aloe vera e óleo de tubarão (esqualeno).
Fonte: saudedicas

Edie / Anabela



Pimenta para qualquer paladar                                   


Das mais ardidas às mais suaves, as pimentas conquistam paladares – e olhares. Saborosas e lindas, elas dão um gosto especial às receitas e ainda decoram os pratos com suas cores vivas. Conheça um pouco da origem e algumas das variedades desse tempero picante. Texto Vanessa Lima | Designer Maycon Silva

Elas só se tornaram conhecidas do mundo civilizado no século 15, no período das grandes navegações. No entanto, estudos arqueológicos realizados no México indicam que as pimentas já eram utilizadas na América – não na culinária, mas em rituais sagrados – desde 7000 a.C. A forte relação do homem com a pimenta vem, portanto, de longa data. Democrática, a iguaria está presente tanto nas receitas mais simples como nos pratos mais elaborados de chefs internacionais consagrados. Como explicar tamanho fascínio? 

De acordo com Nelusko Linguanotto Neto, proprietário da Bombay Food Services e autor do livroPimentas com suas receitas, a pimenta é quase um vício. Na obra, ele explica que o ardor causa uma sensação que se assemelha à de uma queimadura. O cérebro, então, para compensar a “dor”, libera endorfinas, responsáveis por um intenso bem-estar.

Edie / Anabela

Romã e seus benefícios                                                         

Se você está procurando um alimento rico em antioxidantes, esse alimento se chama romã. Durante séculos, romãs, foram considerados como um tesouro entre os frutos. Além de ser uma fonte de fibra, romã é uma excelente fonte de vitamina A, C, E, B5, B3, ferro, ácido fólico, potássio e polifenóis antioxidantes.


Romã Punica granatum ou originado no Oriente Médio, mas hoje é cultivado em todo o mundo. A fruta tem uma casca dura, polpa suculenta e doce que contém muitas sementes. Nos tempos antigos, os babilônios mastigar as sementes antes da batalha, acreditando que iria torná-los invencíveis.
Por causa de ser uma usina de nutrientes, o fruto da romã oferece inúmeros benefícios à saúde. Tornou-se um superfruit muito popular nos últimos anos devido a sua alta capacidade antioxidante, além de seu sabor rico, azedo. Mais e mais pessoas estão percebendo os benefícios múltiplos de romãs inclusive como parte de suas dietas saudáveis. Estes benefícios de saúde pode ser dada como segue:
Combate o câncer: o suco de romã tem excelentes propriedades antioxidantes, três vezes mais antioxidantes por 100 ml do que o vinho tinto ou chá verde. Como resultado deste alto teor antioxidante, pode ajudar a combater câncer de mama e de próstata. Um estudo feito com 48 homens que tiveram a cirurgia ou radioterapia para tratar câncer de próstata localizado (câncer de próstata que não se espalhou) mostrou que beber 8 onças (cerca de 235 ml) de suco de romã diariamente pode retardar o crescimento do câncer de próstata. Quanto ao câncer de mama, um novo estudo indica que comer romã ou beber o suco de romã pode ajudar a prevenir e retardar o crescimento de alguns tipos de câncer de mama. O estudo mostra que elagitaninos - um grupo de fitoquímicos encontrados em abundância nas romãs - inibir o crescimento do cancro da mama hormona-responsivos. Pesquisadores dizem que a elagitaninos romãs em trabalho de inibição de aromatase, que é uma enzima-chave utilizada pelo corpo para produzir estrogênio e desempenha um papel fundamental no crescimento do câncer de mama.


Normalizar a pressão arterial: suco de romã tem sido demonstrado que funciona bem como um diluidor do sangue. Como resultado, é um excelente agente para promover o fluxo sanguíneo para o coração. Um estudo mostrou que beber 1,7 oz (50 ml) de suco de romã por dia reduziu a pressão sanguínea sistólica (o número mais alto em sua leitura da pressão) em até 5 por cento.

Benéfico para o coração: Romã e seu suco é elevado teor em antioxidantes que, os investigadores encontraram, não só ajuda a prevenir o endurecimento das artérias (acúmulo de placas nas paredes das artérias, conhecido cientificamente como aterosclerose), mas também pode inverter a progressão desta doença. Endurecimento das artérias pode levar à diminuição do fluxo sanguíneo que pode causar ataques cardíacos e derrames. Estes efeitos benéficos também se estende às pessoas com diabetes, que têm maior risco de aterosclerose. Um novo estudo preliminar mostra que as pessoas com diabetes que beberam o suco de romã por três meses apresentaram menor risco de aterosclerose.

Protege a cartilagem: De acordo com um Case Western Reserve University School of Medicine estudo publicado na edição de setembro de 2005 do Journal of Nutrition, frutas extrato de romã tende a agir como um inibidor sobre as enzimas responsáveis por danificar a cartilagem (tecido resistente, mas flexível, que cobre as extremidades de seus ossos em uma articulação). Assim, é uma obrigação para as pessoas que sofrem de osteoartrite. A fruta contém também qualidades anti-inflamatórias, que também ajudam no tratamento desta doença.

Dentes saudáveis: A pesquisa sugere que beber suco de romã pode ser um caminho natural para evitar a placa dentária, pois possuem propriedades antibacterianas.Isso ajuda a diminuir as chances de mau hálito e doenças gengivais.
Eficaz contra a impotência sexual: Um estudo publicado na revista Impotência A pesquisa indica que o suco de romã pode ser eficaz em melhorar o fluxo sanguíneo por todo o corpo, um benefício de especial importância para os homens que sofrem de disfunção erétil (DE). Ele faz isso estimulando a produção de óxido nítrico, uma substância química que "relaxa" células dos vasos sanguíneos.


Doença de Alzheimer impede: De acordo com um estudo animal publicado na revista Neurobiology of Disease, suco de romã pode prevenir ou retardar a progressão da doença de Alzheimer. Como parte do estudo, os ratos que foram criados para desenvolver a doença de Alzheimer acumulada significativamente menor placa amilóide e tiveram melhor desempenho em tarefas mentais do que os ratos controle. Pesquisadores da Universidade de Loma Linda, Califórnia, acreditam que a doença de Alzheimer pode ser causado pelo acúmulo de placas de depósitos associados à morte de células cerebrais devido à oxidação, chamados depósitos de beta-amilóide. O suco de romã, que é rico em polifenóis antioxidantes, pode oferecer proteção contra o estresse oxidativo que provoca depósitos de beta-amilóide.

Luta de gripes e resfriados: alta quantidade de vitamina C ajuda a luta contra a gripe e os sintomas do resfriado. Ele está com gripe, simplesmente beber 1-2 copos de suco de romã diluída.

problemas de TPM: A romã é acreditado para ajudar a equilibrar o nível de estrogênio em mulheres. Portanto, é recomendável para mulheres para adicioná-lo à sua dieta, pode ajudar a combater a TPM e problemas de menopausa.

No Ayurveda, sistema de medicina, romã tem sido amplamente utilizada como fonte de remédios tradicionais para milhares de anos. As sementes e suco de romã é considerada um tônico para o coração ea garganta, e um contrapeso saudável para uma dieta rica em componentes de doces gordurosos. A casca do fruto e da casca da árvore da romã é usado como um tradicional remédio contra a diarréia, disenteria e parasitas intestinais. O suco de romã de cepas específicas de frutas também é usado como colírio, pois acredita-se retardar o desenvolvimento de cataratas.
Você pode adicionar romã para a sua dieta na forma de fruta fresca comido, em forma de suco ou por aspersão sementes de romã em saladas, utilizados como guarnições de pratos contemporâneos, batidos, cocktails e sobremesas. É uma fruta deliciosa, e com todos os benefícios de saúde que presta, romã deve ser comida com frequência.
IMPORTANTE: Esta é uma página traduzida máquina que é fornecida "como está" sem garantia. A tradução automática pode ser difícil de compreender. Por favor, consulte o original Inglês artigo sempre que possível.
Fonte: lifemojo


Aveia e suas propriedades medicinais                                                



aveia é um cereal muito nutritivo, que possui cálcio, ferro, proteínas, além de vitaminas, carboidratos e fibras. A aveia está em evidência atualmente pelo alto poder benéfico da sua fibra solúvel, que está relacionada a um bom funcionamento intestinal, à diminuição do colesterol total e LDL-colesterol e manutenção de níveis adequados dos mesmos. (Fonte: Wikipedia)

Propriedades:  
  • antidepressiva,
  • antidiabética,
  • digestiva,
  • nutritiva,
  • Utilizada para aumentar a lactação,
  • É ansiolítica,
Facilita a digestão:

  • regula o intestino,
  • estimula o apetite,
Rejuvenescedor:
  • dá brilho ao cabelos,
  • e protege da queda de cabelo,
Indicada como fonte de energia para diabéticos:
  • reduz o colesterol,
Aumenta a energia física e psíquica:
  • a capacidade de concentração,
  • evita o cansaço.

Fonte: natural.enternauta.com.br
Edie / Anabela

Limão, você sabia?                                                               

PROPRIEDADES MEDICINAIS E APLICAÇÕES EM GERAL: Na vida doméstica suas aplicações são inúmeras: preparam-se refrigerantes, sorvetes, sucos, molhos, aperitivos, remédios, xaropes, produtos de higiene e limpeza.

Na medicina e na fitoterapia são inúmeras as doenças que o limão cura como: acidez do estômago fígado e da boca, reumatismo, acido úrico, através do uso externo combate à acne. Cura a adenite, adiposidade, afonia, afta, albumina, alcoolismo, amenorréia, amídalas, anemia, angina do peito, apendicite, arteriosclerose, asma, astigmatismo, asma, avitaminose, blenorragia ou gonorréia, bócio, bronquite, brotoejas, câimbras, cálculos renais e da bexiga, calos, calvície, câncer, carne esponjosa, catarata, catarro, caxumba, celulite, ciática, cirrose, cirrose, cistite, conjuntivite, coração, reumatismo dos quadris, diabete, diarréia, dispepsia, dispnéia, dores em geral, edemas, enfisemas, enxaqueca, epilepsia, hemorragia do nariz, erisipela, escarlatina, escorbuto, espermatorréia, estomago, esterilidade, faringite, febres, feridas e ferimentos, fígado, flebite, fístulas, flores brancas, frieiras, furúnculos, garganta, gota, gripe, hemorragias, hemorróidas, hidropisia, hipocondria, histeria, impotência, inapetência, insônia, intestinos, intoxicações, laringite, linfatismo, lombrigas, mau-hálito, miopia, mordeduras, nefrite, neurastenia, obesidade, olhos, orquite (inflamação dos testículos), ouvidos, panarício, paralisia, pele, piorréia, pleuris, prostatite, raquitismo, reumatismo, sangue impuro, sarampo, sarna, seborréia, sífilis, sinusite, soluço, tifo, tireóide, tosse, úlceras, urticária, uretrite, varizes.

O limão contém ainda uma substância chamada “limonemo” que combate os radicais livres, ajuda na manutenção do colágeno, da hemoglobina e atua como anti-séptico.

O consumo regular do limão é fundamental para a preservação da vida e também para promover a longevidade.

DICAS DE USO DO LIMÃO

1) Usos específicos do limão: Para combater às lombrigas nas crianças usa-se a casca do limão ralada com açúcar.

2) Pode-se usar também as sementes do limão como vermífugo cozinhando um punhado de sementes trituradas e cozidas ao leite. Toma-se em jejum com açúcar é excelente para expelir os vermes.


3) Pode ser usado externamente como desinfetante de chagas e irritações, eliminando as bactérias.


4)Em casos de envenenamento por narcóticos o limão é eficaz para eliminar os efeitos da droga.


5) Pessoas que sofrem de enjôos no mar, nos ônibus, ou em aviões, obtém grande alívio colocando na boca, rodelas de limão ou apenas cheirando o limão inteiro.


6) O suco de limão usado três vezes ao dia adicionado de um pouco de sal ou bicarbonato de cálcio, promove ótimos resultados no tratamento dos diabetes


7) A utilização da limonada é benéfica ao fígado e suas afecções, usa-se também o suco do limão no combate à enxaqueca originada por perturbações digestivas, de preferência adicionada a alguma bebida quente.


8) Para infecções da garganta acompanhada de rouquidão, usa-se um limão tostado ao forno, observando-se para não romper a casca para que não saia o suco. Apos tostado adiciona-se açúcar com o suco do limão quente para formar um xarope pode-se usar também o mel misturado pois combate a tosse. Tomar de ½ em ½ hora até sarar.

Ainda para rouquidão pode-se usar o suco do limão batido com uma clara de ovo. De ½ em ½ hora toma-se uma colher de chá.


Bibliografia: Livro: As curas maravilhosas do limão e da laranja. Autor : A Balbachi .
Fonte: www.vigorevida.com.br
Edie / Anabela






Alecrim – Propriedades Medicinais                                          


alecrim (Rosmarinus officinalis) é um arbusto comum na região do Mediterrâneo que, devido ao seu aroma característico, os romanos designavam-no como rosmarinus, que em latim significa orvalho do mar. Várias outras espécies também recebem o nome de alecrim, no entanto estas espécies de plantas, alecrim e rosmaninho, pertencem a dois gêneros distintos, Rosmarinus eLavandula, respectivamente, e as suas morfologias denotam diferenças entre as duas espécies, em particular, a forma, coloração e inserção da flor. (Fonte: Wikipedia)

Nomes Populares:

Alecrim, Erva da recordação, Rosmarino

Propriedades:

É antisséptico, atua na debilidade cardíaca, tônico do coração e estômago. É excitante combate gases, é bom para o fígado, rins e intestino, menstruação irregular. 

  • O chá é útil para
    • tosse,
    • asma,
    • coqueluche,
    • gripe,
    • febres,
    • contusões;
  • Em banhos
    • alivia reumatismos,
    • cura feridas,



Fonte: natural.enternauta.com.br
Edie / Anabela




Dez tipos de alimentos capazes de agravar a gastrite                   



Eles irritam as paredes do estômago e pioram a inflamação
POR ROBERTA VILELA

Quem sofre com a gastrite sabe bem o quanto incomoda a queimação, o aperto, a cólica e o estufamento que vira e mexe teimam em aparecer. Todas essas sensações fazem parte deste quadro inflamatório. O desconforto aparece, principalmente, na parte mais alta da barriga, na boca do estômago. Muitas pessoas, por desinformação sobre a doença, agravam os sintomas com uma alimentação inadequada e nem se dão conta do quanto que a comida pode irritar a mucosa gástrica. Alguns alimentos favorecem a secreção de ácido gástrico e, por isso, devem ser ingeridos com cautela, pois agridem as paredes do estômago. A seguir, veja quais são eles e saiba por que evitá-los.



1.Produtos ricos em corantes e conservantes, como sucos em pó e salgadinhos. "Uma vez instalada a inflamação, esses condimentos tem um grande potencial de agravar ainda mais o quadro, pois causam a irritação da mucosa gástrica", afirma a nutricionista Amanda Epifânio, do Centro Integrado de Terapia Nutricional (Citen). 






2. Gomas de mascar. Chicletes, com ou sem açúcar, também são nocivos. O estômago se prepara para receber o alimento sempre que mastigamos algo. Esse preparo envolve a produção de uma quantidade adequada de ácido para o processo digestivo. "Com a chegada do alimento, esse ácido desempenha sua função e não é lesivo à parede gástrica. Mas, ao mastigar a goma de mascar, o estômago é 'enganado'. Não ocorre a chegada de alimento na cavidade gástrica e, portanto, a quantidade de suco gástrico produzido pode ferir o estômago e fazer a gastrite atacar", adverte a nutricionista Amanda Epifânio.

3. Frituras e embutidos, como os salgadinhos de festa, salsicha, salame e mortadela. O efeito dos embutidos está associado à quantidade de corantes e conservantes que esses alimentos contêm, causando irritação da parede do estômago. Com as frituras, o processo é muito semelhante. "Preparações fritas, principalmente, de óleos reutilizados, causam grande irritação gástrica e agravam os sintomas da gastrite. Isto acontece porque eles produzem substâncias oxidantes que agravam a irritação gástrica", afirma Amanda Epifânio. Entretanto, essa irritação não se restringe apenas às frituras encharcadas. "As frituras sequinhas, com aparência inofensiva, são, em geral, fritas em gordura hidrogenada ou trans. Essa qualidade de gordura é a que mais irrita o estômago e tem um potencial de aumentar ainda mais a inflamação", conclui a especialista.

4. Carnes vermelhas. O estômago é responsável apenas pela digestão de alimentos protéicos, como as carnes, induzindo ainda mais a liberação das enzimas digestivas e podendo agravar a inflamação. Segundo a nutricionista Amanda Epifânio, além das proteínas, as gorduras presentes em alguns cortes de carne, como a picanha, tornam a digestão mais lenta, deixando o alimento parado no estômago por um período maior, piorando assim os sintomas gástricos.


5.Leite e seus derivados, como iogurte, manteiga, requeijão e queijos. O leite e seus derivados fazem parte dos alimentos protéicos, e a alteração digestiva é semelhante à das carnes. Seu consumo nunca deve ser utilizado na tentativa de melhorar a dor gástrica, pois haverá uma melhora imediata em resposta à chegada de alimento no estômago, mas o agravamento da gastrite virá logo em seguida.
6. Açúcar e doces, como bolos, biscoitos recheados, sorvete e balas. O açúcar tem uma rápida digestão, podendo aumentar a fermentação intestinal e causar o desconforto gástrico. "As balas têm função semelhante a das gomas de mascar e os sorvetes, por serem à base de leite e ricos em gorduras, agravam ainda mais a gastrite", explica Amanda.



7.Condimentos fortes, como pimenta, temperos prontos, molho shoyu, catchup, mostarda. Ninguém em sã consciência colocaria uma gota de pimenta em uma ferida exposta, não é mesmo? O mesmo vale para o nosso estômago. "Na gastrite, há um processo inflamatório e o consumo de pimenta poderá ferir ou agravar a lesão inicial. Os demais molhos são ricos em conservantes e condimentos que também pioram o quadro", adverte a especialista.


8. Cafeína, presente no café, nos chás preto e mate e nos refrigerantes à base de cola. Esta substância é um potente irritante gástrico e deve ser evitada durante o tratamento da gastrite.

9. Frutas cítricas, como laranja, mexerica, limão, maracujá, abacaxi e kiwi. De acordo com a nutricionista Amanda Epifânio, o teor de acidez das frutas cítricas pode agravar a lesão gástrica e causar dor.

10.Bebidas alcoólicas. O álcool também é extremamente agressivo à mucosa estomacal. Ele pode causar e/ou agravar um estado de inflamação.





Edi / Anabela




Saiba quais são os hábitos dos brasileiros que fazem bem à saúde






Quer emagrecer? aposte nas frutas         

Recheie sua fruteira, em casa e no trabalho. Secar assim, rápido, nunca foi tão gostoso e saudável...

"As frutas são riquíssimas em vitaminas, minerais e fibras, que ajudam a saciar a fome, com poucas calorias", aponta Vivian Goldberger, nutricionista do Emagrecentro (RJ). Sem contar que elas são pobres em gorduras. Dá para resistir?

pomar colorido 
Os benefícios das frutas na sua saúde, de acordo com a cor predominante.
vermelho 
substância ativa: licopeno. 
ação: possui alto teor de vitamina C, que funciona como um antioxidante natural e combate o estresse. 
coloque na cesta: caqui, melancia, morango e goiaba.


verde

substância ativa: clorofila.
ação: potente energético celular.coloque na cesta: kiwi e limão.

amarelo / alaranjado
substância ativa: betacaroteno.ação: participa da síntese do colágeno, mantendo pele, cabelo e tecidos saudáveis.coloque na cesta: abacaxi, manga, caju, laranja e mamão.

roxo 

substância ativa: antocianina.
ação: pigmento ligado à vitamina B1, conhecida como "vitamina da disposição".
coloque na cesta: ameixa, amora, uva e jabuticaba.

branco 
substância ativa: flavina.ação: atua no metabolismo das proteínas e ajuda na manutenção de ossos e dentes.coloque na cesta: banana, maçã e pera.
Edie / Anabela


Maçã emagrece                                                                     


Estudo indica que fruta é aliada na redução do colesterol e ainda ajuda a perder peso


Uma maçã pode esconder mais benefícios do que você imagina. Pesquisa recente revelou que a fruta é uma aliada e tanto na na redução dos níveis de "colesterol ruim" em mulheres e ainda um empurrãozinho na luta para perder peso.
O estudo, financiado pelo Departamento de Agricultura dos EUA, foi realizado com cerca de 160 mulheres, com idade entre 45 e 65 anos. Submetidas a uma dieta com 75g de maçãs desidratadas por dia, durante seis meses, elas diminuíram em um quarto o nível de LDL, colesterol responsável pelo entupimento das artérias.
Os níveis de outros compostos ligados a doenças cardíacas e derrames também caíram e a taxa de HDL, o colesterol bom, subiu cerca de 4%. Além disso, mulheres que consumiam a fruta regularmente perderam em média 1,3 kg. O efeito emagrecedor foi atribuído a um composto que pode suprimir o apetite: a pectina. A substância estimula a quebra de gorduras no sangue e reduz a inflamação nas paredes dos vasos, o que também diminui risco de doenças cardiovasculares.
Para quem quer obter os benefícios da fruta, as 75g desidratadas podem ser substituídas por quatro ou cinco maças por dia.


Fonte: bolcademulher.com
Edie / Anabela